domingo, 10 de outubro de 2010

Dilma matou o Soldado Mario Koesel Filho?

Naquela "ficha criminal" da Dilma cita 4 mortes atribuindo à Dilma esses assassinatos. Se vc digitar  o nome do soldado Mario Koesel, vai achar a verdade em Jornais e na Wikipedia mesmo.  Abaixo há o nome de quem participou desse assassinato: entre eles, 1 do PV e 2 do PSDB. Você não precisa acreditar em mim. Pesquise na web pra não julgar errado.

Está aqui a verdade sobre o Soldado Mario Koesel Filho:
 
Há dias recebi um e-mail ligando o assassinato do Soldado Mário Kosel Filho à ex-ministra Dilma Rousseff. O texto do e-mail trazia uma série de inconsistências e de início nem dei tanta importância assim para as informações. Ontem resolvi digitar ao acaso o nome “Mário Kosel Filho” e “Dilma Rousseff” no Google e encontrei 62.000 resultados, a maioria validando ou simplesmente copiando o mesmo e-mail.
Os fatos
De acordo com o site da Associação dos Oficiais da Reserva do Exército do Rio de Janeiro, Mário Kosel Filho nasceu em 06 de julho de 1949 em São Paulo. Mário era filho de Mário Kosel, gerente da Fiação Campo Belo e Therezinha Vera Kosel. Mário, ou Kuka, como era conhecido, era um rapaz profundamente católico e participava do Grupo Juventude, Amor e Fraternidade, na igreja de Nossa Senhora Aparecida na Avenida Indianópolis. O símbolo da igreja era um violão, idéia de Kuka.
Serviço Militar
Aos 18 anos Kuka se alista no Exército. É designado para o IV Regimento de Infantaria, Regimento Raposo Tavares em Quitaúna.
Na noite de 26 de junho de 1968, Mário e outros recrutas estavam nas guaritas do Quartel General do II Exército. A maioria daqueles recrutas possuía apenas 6 meses de instrução e serviço militar obrigatório. Notem: apenas 6 meses! Em plena Ditadura Militar e a 6 meses do AI 5,  um dos mais importantes centros de inteligência do Exército brasileiro era protegido apenas por recrutas com 18 anos cada e 6 meses de experiência militar, uma tremenda irresponsabilidade. Devemos lembrar que o Serviço Militar aqui no país é OBRIGATÓRIO, em outras palavras, não havia muita escolha para Mário Kosel Filho, senão estar ali naquela noite.
A situação nos quartéis era de insegurança desde que os militares depuseram o presidente João Goulart em 1964. Havia muitos ataques a quartéis, alvos preferenciais das ações de guerrilha. Ainda sim, o “brilhante” Exército Brasileiro decidiu escalar um bando de recrutas novatos para proteger o QG.
O Ataque
Era uma madrugada fria e havia pouca visibilidade. Em um ataque-surpresa, um grupo de 10 guerrilheiros da VPR, ainda de acordo com o “e-mail revelador”, invadiu o quartel com uma camionete Chevrolet cheia de dinamite, com o objetivo de conseguir o maior número possível de vítimas (uma camionete com 10 guerrilheiros mais a dinamite, devia ter o tamanho de um microônibus). Oficialmente a VPR, Vanguarda Revolucionária Popular foi oficialmente criada apenas 1 ano depois do ataque (a primeira inconsistência).
O motorista da camionete bateu em um poste. Mário foi verificar se havia alguém ferido no veículo quando uma “bomba com alto poder destrutivo” (algumas versões do e-mail falam em 50 quilos de dinamite) explodiu. Mário Kosel Filho morreu vítima do ataque (não vamos esquecer dos 10 guerrilheiros + 50 quilos de dinamite em uma camionete, imaginem o tamanho de veículo para caber todo mundo).
Não cabe aqui apontar quem estava certo ou errado. A verdade é que os militares e os insurgentes choram seus mortos até os dias de hoje e clamam por justiça. Independentemente do Golpe Militar e da perda de direitos civis com os sucessivos “Atos Institucionais”, a morte daquele jovem de apenas 18 anos é lamentável!
Usar a morte de um inocente para fins eleitoreiros
O site da Associação dos Oficiais da Reserva do Exército do Rio de Janeiro conta até aqui mais ou menos a mesma história do e-mail. Porém, os militares da reserva JAMAIS citam o nome de Dilma Rousseff. No e-mail, a ex-ministra de Lula estava em um segundo carro próximo ao ataque, portanto, Dilma é diretamente responsável pela morte de Mário Kosel Filho, afirma com todas as letras o e-mail.
As incoerências
- Número 1: como já citado, a camionete + 10 integrantes + 50 quilos de dinamite, algo inconsistente até para uma Pajero dos dias atuais.
- Número 2: A revista VEJA (uma publicação que, como todos nós sabemos, não “morre de amores” nem por Lula, Dilma ou o PT) na matéria O cérebro do roubo ao cofre isenta textualmente Dilma Rousseff das operações de campo: “A Dilma era tão importante que não podia ir para a linha de frente. Ela tinha tanta informação que sua prisão colocaria em risco toda a organização. Era o cérebro da ação”, diz o ex-sargento e ex-guerrilheiro Darcy Rodrigues.
- Número 3: Como afirma o Site Uol ao narrar a biografia de Dilma, a VPR, Vanguarda Popular Revolucionário, uma organização nascida da divisão da antiga VAR-Palmares, surgiu apenas em 1969, apenas 1 ano depois da morte de Mário Kosel Filho. Dilma ficou na VAR-Palmares, mais ligada a trabalhos de base. Lamarca foi para a VPR, adepta de ações de guerrilha. Em 1968 Dilma pertencia à Colina, Comando da Libertação Nacional.
O outro lado
É interessante a postura dos demotucanos em relação ao passado militante de Dilma. Mais uma vez, a oposição usa a tática do “faça o que eu digo, não faça o que eu faço” e esquece que alguns dos seus também participaram da luta clandestina contra a Ditadura. Entre eles:
- Fernando Gabeira (PV), o eterno amigo de Serra e sua turma e candidato ao governo do Estado do Rio de Janeiro. Durante os anos de chumbo, Gabeira participou em conjunto com o MR8 do seqüestro do embaixador estadunidense Charles Elbrick;
- Aloysio Nunes Ferreira Filho, candidato ao Senado pelo PSDB de São Paulo. Aloysio participou da luta armada e foi motorista do famoso guerrilheiro Carlos Marighella em diversas atividades clandestinas;
- José Chirico Serra – candidato à presidência da República pela coligação DEM-PSDB. Ajudou a fundar e participou da Ação Popular (AP), uma das tantas organizações clandestinas do período. Em 1966 uma bomba da AP explodiu no saguão do Aeroporto dos Guararapes, em Recife (PE). O atentado matou duas pessoas e feriu 15. Entre os mortos, Edson Régis de Carvalho, Secretário de Governo de Pernambuco na época.

38 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se algum dia puder, visite a biblioteca do congresso nacional. Vc está muito mal informado quanto a quem depôs João Goulart, ele foi deposto pela própria câmara dos deputados, que elegeu Castelo Branco para a presidência, mas antes dele assumir, o país teve como presidente interino o presidente da câmara do deputados Sr. Ranieri Mazzilli, vc me parece mais um que acredita nas crendices inventadas pela esquerda "TORTURADA" desse país..LAMENTÁVEL.. AHHH e mais estude sobre o que é o "justiçamento".

      Excluir
    2. É incrível como passadas algumas décadas uma juventude acéfala de direita tenta recontar a história vendendo a imagem de uma ditadura militar boazinha e vitimizada pela guerrilha de esquerda.

      Excluir
  2. NEM PRECISAMOS DE INFORMAÇÕES DE DILMA ZÉ DIRCEU JENOINO LULA E TAMBÉM DE SEU JOSE SERRA ..SABEMOS QUE SÃO LADRÕES..UNS COM DIPLOMA E OUTRO DE CARONA NESSA QUADRILHA..

    ResponderExcluir
  3. VC DEVE MESMO ACREDITAR QUE DILMA É INOCENTE E QUE A CULPA FOI DO EXÉRCITO EM ESCALAR UM MILITAR COM POUCO TREINAMENTO PRA SER EXPLODIDO, QUER DIZER QUE SE FOSSE BEM TREINADO PODIA!!!! DEVE SER UMA PELEGA!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A culpa é dos generais do golpe que cometeram crimes e promoveram um regime ilegal...

      Excluir
    2. Não teve golpo. O povo clamava por uma ação militar ou não? Eles apenas atenderam a um pedido civil

      Excluir
    3. Essses comunistas distorcem tudo. Dilma o cérebro, diz a revista.... Mandante agora é menos culpado? Pra mim pra mim é o maior culpado! A ação não existiria se ela não tivesse PLANEJADO MINUCIOSAMENTE!

      Excluir
    4. Essses comunistas distorcem tudo. Dilma o cérebro, diz a revista.... Mandante agora é menos culpado? Pra mim pra mim é o maior culpado! A ação não existiria se ela não tivesse PLANEJADO MINUCIOSAMENTE!

      Excluir
  4. Ta defendendo a Dilma e colocando a culpa no exército.. burro hipócrita..

    ResponderExcluir
  5. REALMENTE VIU SR DONO DO BLOG,...A CULPA DE TER MORRIDO FOI DO SOLDADO. QUE CUMPRIA SEU DEVER CÍVICO DE BRASILEIRO, QUE É BEM PROVÁVEL NÃO FOI CUMPRIDO POR VC. FALAS COMO TODOS DA SITUAÇÃO FALAM QUANDO ACONTECE ALGUM FATO QUE Q CULPA É DELES. DEVE SER POR ISSO QUE A FAMILIA DELE NÃO RECEBEU MILHÕES, PELO FATO DELE SER CULPADO. .... TENHO MUITA PENA DE VC.

    ResponderExcluir
  6. VAMOS VOTAR NO BIL LADEN EM NOSSA PROXIMA ELEIÇÃO E ESQUECERAM DE FALAR QUE A DILMA EFETUOU SEQUESTRO E VARIOS, DIGO VARIOS ASSALTOS Á BANCO

    ResponderExcluir
  7. e na foto ainda tem uma piranha chorando

    ResponderExcluir
  8. blog petista detected !

    ResponderExcluir
  9. vc queria que colocassem quem nas guaritas ? generais com 30 anos de experiência ?

    ResponderExcluir
  10. Meu Deus!! Como um ignorante desses ainda tem um blog? Vc é burro, cego ou militante? Deveria ter vergonha de ter publicdo uma coisa desas.]
    O pior foi que perdi meu tempo lendo tamanha asneira.
    Vc é conivente com o terrorismo implantado pelo PT.

    ResponderExcluir
  11. Vá estudar e se informar melhor. Foram usados três fuscas e uma camionete, para esse atentado. A bomba não atingiu o quartel pq a camionete bateu num poste.

    ResponderExcluir
  12. eles são ladrões.. são, mas queridos a ditadura militar tinha mais era que ser resistida mesmo, os militares matam milhares de jovens que resistiam, assim como Dilam e as organizações de resistência. Não é questão de defender até pq sim eles estão errados com a merda que estão fazendo no país, mas nada disso culpa o passado de Dilma, Só pq ela queria o comunismo e resistia a ditadura isso não significa que ela era mostro, estavam mais do que certos em resistir aos monstros que eram os militares.

    ResponderExcluir
  13. O babaca deste blog ainda pensa que Dilma lutava por democracia. Esta Anta e demais guerrilheiros faziam cursos sobre democracia em Cuba.

    ResponderExcluir
  14. Ela pode até não ter estado no carro, mas fazia parte desse grupo. Lamento a morte e a tortura de Jovens pela ditadura, mas não podemos defender esse ator terrorista dos que lutavam contra ditadura. É bom lembrar que eles não lutavam pela democracia e sim pela implantação do socialismo e porque não dizer do comunismo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. terrorista era a ditadura...um regime ilegal e criminoso...

      Excluir
  15. Ela pode até não ter estado no carro, mas fazia parte desse grupo. Lamento a morte e a tortura de Jovens pela ditadura, mas não podemos defender esse ator terrorista dos que lutavam contra ditadura. É bom lembrar que eles não lutavam pela democracia e sim pela implantação do socialismo e porque não dizer do comunismo.

    ResponderExcluir
  16. Impressionante como LOTA de anti-Dilma quando o cara elabora um texto com FONTES, ainda afirmando que os leitores POSSAM buscar por suas verdades... É fácil demais se apegar a acusação "Dilma terrorista" quando se é alienado .-.

    ResponderExcluir
  17. Pelo amor de Deus as histórias estão ai só não acredita quem não quer, Dilma era um dos ocupantes do segundo carro no qual se foi jogado um explosivo no primeiro carro que havia batido no poste, e digníssimo Sd Mário Kozel Filho foi para poder socorrer possíveis feridos na batida e não teve nem tempo de reação quando houve a explosão, pois foi morte instantânea. Agora me desmente vai !!!

    ResponderExcluir
  18. No dia desse vergonhoso atentado,eu estava perto,pois era soldado da polícia do exército e ouvi a explosão !!!Quando a camionete parou,pois bateu no poste,ele,o Mario,foi ver o que era,quando explodiu.Só acharam dele,um coturno com um pé inteiro dentro.Uma verdadeira covardia que fizeram.Muiyos inocentes pagaram com a vida essesayos terroristas e essa mulher,a Dilma participava de tudo isso!

    ResponderExcluir
  19. pois e , e os sequestros feito por Ustra e o Coronel Malhães no rio de janeiro , que comandava a casa da morte em petropolis , que sequestrou matou e torturou , rancava os dedos e quebrava a arcada dentaria , e mandava os corpos para incinerar na usina Cambahyba, em Campos dos Goyatacazes

    ResponderExcluir
  20. dito pelo proio Malhães que comnadava a casa do terror , e o motorista claudio guerra , que levava os corpos para serem incinerado

    ResponderExcluir
  21. e o quartel da aeronautica , BASE AEREA DEO GALEÃO , FILHO da zuzu angel , e os propios militares que era torturado , elos osficias na base area ? por não quererem participar da tortura ,por exemplo o cabo na epoca José Bezerra da Silva , que foi torturado dentro da base aerea do galeão , por dizer que era era covardia o que estavam fazendo com Stuart Edgart Angel ,

    ResponderExcluir
  22. teve guerra , e guerra e guerra , a propia Dilma fez uma portaria para investigar as mortes cometidas de militar com militar , mas as forças não quiz ,por que seria admitir que havia tortura dentro das propias instalações , e ai ? depois e facil e falar que existe indenizações para terrorista

    ResponderExcluir
  23. e o sequestro dos filhos da amelinha teles de 5 e 6 anos pelos ustra ?
    e a morte de Vladimir Herzog ?

    ResponderExcluir
  24. e as bombas na OAB ?
    e a bomba no rio Centro ?
    quem e o terrorista , que toma o poder a força , de um presidente , e dita os "ATOS INCOSTITUCIONAIS " dando ate poder pra fechar o senado federal , deportando o atual presidente JANGO , colocando tanques de guerra na casa dele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse passado nunca mais. Hoje vivemos num mundo globalizado, e nem os militares querem governar. Os países comunistas também estão fadados ao fracasso, pois acabou a União Soviética e China já mergulhou de vez no capitalismo. Venezuela, Cuba e qualquer país fechado, não vai se sustentar por muito tempo. Lula, Dilma tem essa ideologia, mas aqui no Brasil nunca vai ocorrer, seria uma derrama muito grande de sangue.

      Excluir
  25. o ustra não fala no seu livro que ele tem uma apostila que ensina tecnica de interrogatorio e tortura
    Ustra jurou por Deus que nunca , torturou e matou ninguem dentro do Doi codi , cito so um Vladimir herzog , e tambem não colocou no livro dele os documentos oficias do propio doi codi , com entrada de presos , de presos mortos e presos que foram liberados , por que não colocou ?

    ResponderExcluir
  26. vejo, no mínimo, uma enorme vontade sua em aliviar pra Dilma: 1) 10 pessoas X uns 70 kg (cada uma em média) = 700 kg + 50 kg dinamite = 750 kg, nada absurdo mesmo para as caminhonetes de antigamente, se quiser comprovar, procure por fichas técnicas destes tipos de veículos da época; 2) o fato da Dilma não participar da linha de frente não a isenta dos seus crimes, já que, então, ela seria autora / co-autora intelectual pelo simples fato de participar do grupo, o que é tão grave quanto; 3) o fato da VPR ter surgido oficialmente em 1969 não significa que a mesma já não existia de fato e que já não agia como um grupo organizado. O surgimento oficial do grupo em 1969 pode ter sido um mero 'batismo'. O blog é seu, estamos em uma democracia (será?) e vc tem o sei direito de se expressar. Mas sua tese é ridícula e sem fundamento. Me desculpe a sinceridade!

    ResponderExcluir
  27. Resta-me rir e saber que ainda há gente , até que com boa capacidade mental, apoiar estes que foram e são desordeiros até os dias de hoje. Pena destas pessoas que apoiam a LIBERTINAGEM,CORRUPÇÃO, ROUBALHEIRA, etc e tal

    ResponderExcluir
  28. Blog petista onde estão hoje José Dirceu, Genoino, João Vaccari, Palloci e futuramente o chefe da quadrilha Lula, aguardo retorno

    ResponderExcluir
  29. Quando uma 'númeróloga' resolve falar de história, sai esse tipo de merda. Petista é foda.

    ResponderExcluir